Infanto juvenil (4)

Nas Asas do Condor, curta metragem dirigido por Cristiane Garcia

Do autor, Infanto juvenil  

Inspirado no conto homônimo, publicado em “O livro dos medos”, “Nas Asas do Condor”, conta a história de Miltinho. Menino frágil e medroso – pelo menos é assim que o vêem Guinaldo, seu melhor amigo, e até mesmo tia Leila, sempre protetora. Mas diante de seu primeiro grande desafio, em uma cidadezinha perdida na imensidão da floresta, o menino tem a chance de encontrar sua verdadeira força – e descobre que sua imaginação é capaz de voar. É o início de uma viagem mágica, repleta de significados que permanecerão por toda a vida. Um vôo no qual a amizade, o amor e a liberdade ganham cores e contornos tão profundos quanto singelos, em um retrato da Amazônia dos anos 60. Roteiro  de Demétrio Garcia e Cristiane Garcia foi premiado em concurso promovido durante o Amazonas Film Festival 2006 – 3 Mundial do Filme de Aventura. Totalmente rodado no Amazonas em HD, é também a primeira produção audiovisual do estado, em quase trinta anos, finalizada em película 35mm.

Sur les ailes du Condor, Seuil Jenunesse

Infanto juvenil  

sur-les-ailes-du-condor

O livro dos medos

Infanto juvenil  

o-livro-dos-medos

Editora Companhia das Letras

De Primeira Viagem

Infanto juvenil  

de-primeira-viagem

A descoberta do amor sensual, o medo da noite urbana, o universo febril do rock, o relacionamento conflituoso entre pai e filho, tristezas, alegrias e mistérios próprios da juventude alternam-se nesta antologia, organizada segundo o desafio de escrever a partir da metáfora “marinheiros de primeira viagem”. Milton Hatoum narra um dos momentos mais importantes da juventude: a primeira relação amorosa. Num conto escrito com astúcia e sutileza, a primeira noite de um homem marca seu ingresso na vida adulta, carregada de sentimentos novos, como melancolia, autoconsciência e vergonha. Ana Miranda apresenta o primeiro amor, platônico e delicado, de uma garota que, ao se apaixonar por um jogador de basquete, sente o impacto da sensualidade romper o ambiente protetor de sua adolescência de menina bem-nascida. Moacyr Scliar inverte as regras do jogo: o jovem protagonista de seu conto tem mais juízo que o pai, um homem de profissão indefinida que, para ganhar dinheiro fácil e viver o sonho da juventude eterna, aceita um inusitado pacto com o demônio. Para Fernando Bonassi, correr risco de vida — como num naufrágio — é sair para uma caminhada na noite paulistana: no espaço conflagrado da metrópole contemporânea, um jovem sozinho na rua é sinal […]