Livros/Teses (8)

“Tempo e memória, literatura e história” – tese de mestrado de Francine Iegelski, 2006

Livros/Teses  

Tempo e memória, literatura e história. Alguns apontamentos sobre Lavoura Arcaica, de Raduan Nassar e Relato de um certo Oriente, de Milton Hatoum, por Francine Iegelski Dissertação de mestrado na USP – 2006 leia o texto integral em http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/06/tese_Francine_Iegelski_Tempoememoria.pdf

Dois irmãos: um romance às margens do Negro – Dissertação de mestrado de Ademar Leão

Livros/Teses, Sobre o autor  

  Não importa que a tenham demolido: a gente continua morando na velha casa em que nasceu.   Mário Quintana (Quem disse que eu me mudei?) As obras literárias inspiradas nas sugestões do universo amazônico representam, em seu conjunto, um aspecto interessante no panorama da literatura brasileira em função dos traços de originalidade que as circunscrevem. A natureza exuberante e portentosa da região, caracterizada geograficamente pela vastidão incomensurável de seus domínios, suscitou desde sempre o fascínio e a admiração de todos quantos se propuseram a registrá-la discursivamente. A despeito da diversidade de orientações estético/ideológicas que orientaram seus autores, um elemento de coesão aproxima tais representações, conferindo-lhes, assim, unidade, qual seja: a caracterização enfática do meio geográfico como forma de afirmar/enaltecer valores locais. Posicionando-se contrariamente a essa postura exótica, porque fundamentada numa perspectiva restritiva da substância narrativa a um espaço determinado, Milton Hatoum elege a Amazônia como cenário da coexistência e do entrecruzamento de línguas, de culturas e de tradições. Habitado por imigrantes, o universo ficcional do autor amazonense destaca-se pela apreensão de um espaço/tempo marcado pela dissolução e pela ruptura, elementos que avultam como horizonte privilegiado em sua obra. Indelevelmente marcado pelo signo da exclusão, o narrador de Dois irmãos […]

Exílio e Memória na narrativa de Milton Hatoum, de Noemi Campos Freitas Vieira

Livros/Teses, Sobre o autor  

A obra de Milton Hatoum, escritor amazonense de ascendência libanesa, caracteriza-se pela recorrente busca identitária de seus narradores que procuram explicações sobre suas origens. Em trabalho da memória, que tem como força motriz o esquecimento, transitando entre dois mundos que se mesclam e que se dão a conhecer, no texto, por meio das experiências dos personagens. Esses mundos que se interpenetram, o manauara e o do imigrante, inscrevem um “certo oriente” no ambiente amazônico traçando a história da família libanesa radicada na Manaus imaginária de Hatoum. A trajetória sinuosa da memória percorrida pelos respectivos narradores manauaras, filhos agregados desses imigrantes, procura reestruturar o passado por meio dos relatos das personagens, cujas vozes são emolduradas nas vozes dos narradores. Em face da indeterminação dessas identidades perseguidas, esses sujeitos encontram-se à deriva,  experimentando um sentimento de alienação e de exílio interior. Para o estudo dessa trajetória dos narradores na busca identitária, articulam-se os conceitos sobre a memória (H. Bergson; W. Benjamin); o  esquecimento (H. Weinrich); a melancolia (Freud); o dialogismo (M Bakhtin); a estrangeiridade (J. Kristeva); o exílio (H. Bhabha; E. Said).   http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2010/10/dissertação_NoemiCamposFreitasVieira.pdf UNESP/2007

Milton Hatoum: itinerário para um certo Relato – de Marleine Paula Marcondes e Ferreira de Toledo

Livros/Teses, Sobre o autor  

Atelier Editorial – Estudos Literários 21 – 2006

Vidas em trânsito: as ficções de Samuel Rawet e Milton Hatoum”, de Stefania Chiarelli

Livros/Teses, Sobre o autor  

Editora Anablume, 2007

A ficção em ruínas: Relato de um certo Oriente, de Milton Hatoum – de Denis Leandro Francisco

Livros/Teses, Sobre o autor  

Dissertação apresentada em 2007 ao Programa de Pós-graduação em Letras: Estudos Literários, da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais   Dividida em três capítulos, a  dissertação desenvolve uma aproximação teórico-crítica ao romance Relato de um certo Oriente, de Milton Hatoum. Focalizando-se as relações entre linguagem, memória e sujeito ficcional, busca-se evidenciar como o texto literário do autor realiza, temática e estruturalmente, uma apresentação da insuficiência e instabilidade de cada uma dessas instâncias.   Leia a tese completa em: http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2010/09/FRANCISCO-Denis-Leandro.-A-ficção-em-ruínas-Relato-de-um-certo-Oriente-de-Milton-Hatoum.pdf

“Entre-narrar: relatos da fronteira em Milton Hatoum”, tese de doutorado de Daniela Birman

Livros/Teses  

Este trabalho consiste num estudo da obra romanesca do escritor brasileiro contemporâneo Milton Hatoum, centrado em seus três principais narradores. Nele, nos debruçaremos especialmente sobre a personagem não nomeada do Relato de um certo Oriente. Além desta, nos inclinaremos sobre Nael, de Dois Irmãos; e Lavo, de Cinzas do Norte. Buscaremos caracterizar e examinar os narradores a partir de seu posicionamento fronteiriço, localização que potencializa a capacidade de enxergar o espaço familiar a partir de
um olhar estrangeiro. Ao nos dedicarmos à análise, interpretaremos uma série de particularidades em comum entre estes personagens, vinculadas a esta posição, tais como a procedência assinalada por uma brecha, capaz de levar à relativização da própria idéia de
procedência; seu caráter de sobreviventes; a possível passagem por uma experiência-limite.

Arquitetura da mémoria, ensaios sobre os romances Relato de um certo oriente, Dois Irmãos, e Cinzas do Norte – org. Maria da Luz Pinheiro de Cristo

Livros/Teses  

arquitetura-da-memoria

Nos últimos anos, o interesse pela obra de Milton Hatoum vem crescendo em universidades brasileiras e estrangeiras, como mostram os textos aqui publicados. Nada mais justo, portanto, que a Universidade Federal do Amazonas publique um livro sobre a obra de um escritor que foi também professor de literatura dessa mesma universidade. Arquitetura da Memória reúne artigos, ensaios, um perfil de cada autor e uma entrevista. A variedade de temas examinados reflete também a pluralidade e os diversos ângulos de leitura da obra de Milton Hatoum.