Notícias/Entrevistas (36)

Milton Hatoum: “Não há tantos tradutores de literaturas de língua portuguesa”, Por Maged T.M.A.El Gebaly – Revista Crioula, Maio de 2010, n 10

Notícias/Entrevistas, Sobre o autor  

  Nessa entrevista, o pesquisador Maged El Gebaly – cujo projeto de doutoramento consiste em traduzir árabe e fazer um estudo hermenêutico desse processo de tradução –  abordou temas relacionados à literatura e ao exercício de tradução, além de colher as impressões do autor sobre outros temas como as questões políticas relacionadas ao Oriente Médio e a relação do escritor com o Líbano.  Leia a entrevista completa em:    http://www.fflch.usp.br/dlcv/revistas/crioula/edicao/07/Entrevista%20-%20Milton%20Hatoum.pdf

Milton Hatoum para Conexões – Itaú Cultural – 22 de junho de 2010

Notícias/Entrevistas, Sobre o autor  

 22 de junho de 2010 Parte 1 de 4:    http://www.youtube.com/itaucultural#p/search/0/g9EwHRY9pm4 Parte 2 de 4: http://www.youtube.com/itaucultural#p/search/3/P1ZmmpzZnKc Parte 3 de 4: http://www.youtube.com/itaucultural#p/search/1/vYAnWWOjEqI Parte 4 de 4: http://www.youtube.com/itaucultural#p/search/4/GHOVC1YeLoY

Entrevista com Milton Hatoum – Jogo de Idéias – Itaú Cultural

Notícias/Entrevistas, Sobre o autor  

 13 de março de 2009 Trecho de entrevista com Milton Hatoum para o Jogo de Idéias, programa de TV do Itaú Cultural com convidados da música, da literatura, do teatro, da educação, entre outras áreas: http://www.youtube.com/itaucultural#p/search/1/I3g0UX9phbY

As traduções de um escritor, por Terciane Alves – Revista Língua Portuguesa

Notícias/Entrevistas, Sobre o autor  

Zwei Brüder para alemães, Dos hermanos para espanhóis e argentinos. Para ingleses e norte-americanos, The Brothers, e Deux frères, Due fratelli e Chagiqan para franceses, italianos e libaneses respectivamente. Não cessam de ser publicadas as traduções do livro Dois Irmãos (Companhia das Letras), do escritor amazonense Milton buy cialis online Hatoum, que acaba de completar com o livro os 100 mil exemplares vendidos no Brasil, além de comemorar os 10 anos da publicação deste romance,  que narra a historia dos irmãos gêmeos Yakub e Omar na Amazônia durante o regime militar. http://revistalingua.uol.com.br/textos.asp?codigo=12088 (acesso restrito)

A forma da Letra

Notícias/Entrevistas  

Autores brasileiros mostram seus manuscritos e comentam hábito de escrever à mão na era digital. Leia a matéria completa: http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2010/07/globo_manuscritos1_julho2010.pdf

A cidade ilhada, Digestivo Cultural

Notícias/Entrevistas  

Embora seja considerado um dos principais escritores brasileiros contemporâneos, Milton Hatoum publicou, relativamente, pouco. No ritmo vertiginoso do mercado editorial brasileiro, Milton conseguiu resistir bravamente e lançar desde 1989 apenas três romances, uma novela e, agora, um livro de contos – o que dá uma média de um livro a cada quatro ou cinco anos. O tempo, contudo, esteve a favor de Milton Hatoum, porque, apesar de destoar da velocidade com que se publica hoje, sua reputação vem crescendo e seu sucesso tem sido igualmente bem administrado. leia o texto completo em: http://www.digestivocultural.com/arquivo/nota.asp?codigo=1531 Os contos de Milton Hatoum em A cidade ilhada (Companhia das Letras, 2009, 128 págs.), primeiro livro de histórias curtas do premiado romancista amazonense, são dessa linhagem. Trabalhando com temas aparentemente comuns e tendo como cenário sua velha Manaus de rios e turistas estrangeiros, Hatoum constrói contos repletos de silêncios e sutilezas, exigindo um leitor atento e participativo e retribuindo com conflitos profundos e universais. “Varandas da Eva”, o primeiro conto do volume, já é um bom exemplo. A história narra a lembrança de um episódio ocorrido na infância do narrador: quando visitou, pela primeira vez, o bordel Varandas da Eva, e lá passou uma noite, sua […]

Digestivo Cultural, entrevista com Julio Daio Borges

Notícias/Entrevistas  

A idéia da entrevista surgiu a partir de um curso sobre o gênero romance que Milton Hatoum ministrou em 2005 na Casa do Saber. O objetivo da entrevista era ampliar a compreensão da obra do escritor mas acabou saindo melhor do que a encomenda, foi publicada no Suplemento Literário de Minas Gerais Digestivo Cultural. Na entrevista, Milton Hatoum fala de seus três romances, com destaque para o último. Revisita suas principais influências e dá conselhos aos jovens escritores. Dicute, ainda, o papel do artista em nossa sociedade e esmiuça um pouco o ofício de escritor. Sobre a mesma entrevista, Milton Htoum depois declarou: “Foi uma das melhores conversas sobre literatura”- JDB. http://www.digestivocultural.com/entrevistas/entrevista.asp?codigo=1

“Plenamente selvagem”, entrevista para Carlos Marcelo – Correio Braziliense

Notícias/Entrevistas  

Caderno Pensar – Correio Braziliense O escritor amazonense Milton Hatoum fala do novo livro, que já vendeu 10 mil exemplares, e assume a inconstância brasileira, herdada dos índios tupinambás     Carlos Marcelo Da equipe do Correio Luiz Braga/Editora Schwarcz/Reprodução   Órfãos do Eldorado De Milton Hatoum. 108 páginas, Companhia das Letras. R$ 29,00.   “Conto o que a memória alcança, com paciência”, afirma o narrador de Órfãos do Eldorado, o novo livro de Milton Hatoum. O escritor amazonense admite que a sentença também se encaixa na descrição do próprio método de trabalho. “Não tinha pensado nisso, mas agora me identifico com essa frase do narrador. Talvez seja a única passagem autobiográfica do livro”, revela, em entrevista ao Correio, o autor dos premiados Dois irmãos e Cinzas do Norte. Órfãos… integra a coleção Mitos, da editora escocesa Canongate, e, por isso, já teve os direitos de publicação vendidos para mais de 15 países. No Brasil, a novela de 107 páginas começa em ritmo acelerado: a primeira edição, com 10 mil exemplares, já se esgotou e foi providenciada uma reimpressão de mais cinco mil livros. Em entrevista ao Correio, Hatoum fala sobre o livro, critica o descaso do Brasil em relação […]

“Escritor manauara leva o rio dentro de si”, entrevista

Notícias/Entrevistas  

“Calmo como uma mangueira”. Assim o escritor Milton Hatoum é descrito por quem o conhece. Tão calmo que ficou 11 anos sem publicar um livro, intervalo entre o lançamento de “Relato de um Certo Oriente” (1989) e “Dois Irmãos” (2000), escrito e reescrito sete vezes.

Milton Hatoum: “Há bons leitores no Brasil” – entrevista para a Revista Época

Notícias/Entrevistas  

O apelo das redes sociais é tão grande que atinge até quem não gosta de computador. Aos 57 anos, o premiado escritor Milton Hatoum confessa que sempre preferiu escrever à mão – e não consegue ficar 10 minutos à frente de uma tela sem sentir dor de cabeça. Mesmo assim, decidiu aceitar o convite para participar do site O Livreiro e mediar um fórum de discussões literárias. “Eu imprimo os comentários dos leitores e elaboro minha resposta à mão”, diz. Em entrevista a ÉPOCA, Hatoum fala sobre sua relação com os leitores e suas experiências na internet.