Um certo Oriente – Letterature d´America, Revista Trimestrale, anno XXII, n 93-94, 2002

Do autor, Ensaios/Críticas

 

El olvido es una de las formas de la memoria.

Jorge Luis Borges, “Un Lector”.

         Gostaria de começar essa conferência evocando uma outra noite que passei na PUC. Uma noite inesquecível, mas sem nenhuma graça, como foram muitas noites de brutalidade na década de 1970.

         Um ato contra o regime militar reunia mais de mil estudantes na PUC. Por coincidência, era uma quinta-feira de setembro: 22 de setembro de 1977. Por volta das 22 horas, enquanto a polícia invadia o campus, eu e alguns amigos corríamos em busca de um abrigo, de um porto seguro numa época e num país em que reinavam a insegurança e o medo. Nossa estação terminal foi uma sala subterrânea, onde o coral da PUC cantava uma música, cujo nome eu não me lembro. O regente do coral, ao perceber a expressão aflitiva daqueles cantores intrusos, entendeu tudo. Bem ou mal, começamos a interpretar um bolero muito popular. Lembro-me sem nostalgia dessa cena, porque aquela noite foi para mim o epílogo simbólico dos anos 70 no Brasil. De fato, dois anos depois eu já era um bolsista na Espanha e, de bolsa em bolsa, acabei aportando em Paris.

http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2010/11/Letterature-DAmerica.pdf

Deixe seu comentário...