Relato de um certo oriente (7)

Hatoum a 24 quadros, por Ubiratan Brasil – O Estado de S.Paulo

Notícias/Entrevistas  

http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/05/Hatoum_no_cinema_Estado_maio2011.docx

Livro de Hatoum lembra jogo de paciência, por Flora Sussekind – Folha de S.Paulo, 29/04/1989

Críticas/Artigos  

Como numa das últimas aquarelas de Paul Klee, “Ele rema desesperadamente” (1940), é um personagem franzino, composto de poucos traços, sozinho numa canoa, sem rumo ou porto claramente perceptíveis, que parece figurar o narrador em “Relato de um certo Oriente”, romance de estréia de Milton Hatoum. http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Relato_Folha_1989.jpg

Nasce a nova literatura. Por Maria Ercília – Revista d´, Folha de S.Paulo, 25 de novembro de 1990

Críticas/Artigos  

A terra de Milton Hatoum tem palmeiras que ele não quer perder de vista. As palmeiras de Milton Hatoum têm mais pássaros que as palmeiras da costa, e delas pendem orquídeas que ele nomeia sem dificuldade. (…) http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Relato_Revista-d´1_25Nov1990.jpg http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Relato_Revista-d´2_25Nov1990.jpg http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Relato_Revista-d´3_25Nov1990.jpg http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Relato_Revista-d´4_25Nov1990.jpg http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Relato_Revista-d´5_25Nov1990.jpg http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Relato_Revista-d´6_25Nov1990.jpg

Imagens do passado, por Esdras do Nascimento – O Globo, 16 de abril de 1989

Notícias/Entrevistas  

Um homem invade o convento, encosta o cano do revolver na testa e diz que se matará http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Relato_Globo1.jpg

Recordação da casa dos mortos – Revista Visão, 31 de maio de 1989

Notícias/Entrevistas  

“Relato de um certo Oriente”, a estréia de um escritor original. http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Relato_Visão.jpg

“Se restou um paraíso, é a Amazónia”, por Alexandra Lucas Coelho – Público, 2 de março de 2000

Português, imprensa, Português  

Havia um avô libanês que reinventava as histórias das “Mil e uma noites” e as contava em voz alta aos netos, na Amazónia, à beira do Rio Negro, grande como um mar. Um dia, esse avô morreu. E um dos netos, longe em Paris, soube que tinha que voltar para casa para escrever um livro. Chamou-lhe “Relato de um certo Oriente”. A Cotovia acaba de o publicar. É a estréia de Milton Hatoum, escritor de língua portuguesa. http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Relato_Público.jpg

A ficção em ruínas: Relato de um certo Oriente, de Milton Hatoum – de Denis Leandro Francisco

Livros/Teses, Sobre o autor  

Dissertação apresentada em 2007 ao Programa de Pós-graduação em Letras: Estudos Literários, da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais   Dividida em três capítulos, a  dissertação desenvolve uma aproximação teórico-crítica ao romance Relato de um certo Oriente, de Milton Hatoum. Focalizando-se as relações entre linguagem, memória e sujeito ficcional, busca-se evidenciar como o texto literário do autor realiza, temática e estruturalmente, uma apresentação da insuficiência e instabilidade de cada uma dessas instâncias.   Leia a tese completa em: http://www.miltonhatoum.com.br/wp-content/uploads/2010/09/FRANCISCO-Denis-Leandro.-A-ficção-em-ruínas-Relato-de-um-certo-Oriente-de-Milton-Hatoum.pdf